Google+ Followers

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

FORMAÇÃO DA IDENTIDADE - ALUNOS COM DUPLAS DEFICIÊNCIAS



A formação das identidades depende dos processos de socialização e de ensino e aprendizagem que ocorrem de acordo com as características físicas, cognitivas, afetivas, sexuais, culturais e étnicas dos envolvidos nos processos educativos.

 
O desenvolvimento da identidade do ser humano, como nos ensina Habermas (1983), pode ser analisado como um processo  de aprendizagem:

a) Lingüística: para a comunicação;

b) Cognitiva: para a busca dos conhecimentos necessários para a vida em sociedade;

c) Interativa: para a ação e a interação com o outro.

De uma perspectiva geral, todos os processos educativos devem levar ao desenvolvimento desses três conjuntos de competências.

A educação é o resultado de relações sociais que podem capacitar aqueles que participam do processo educativo para:

a) a sobrevivência nas sociedades contemporâneas;

b) a busca da superação da ordem social existente;


Deste modo a pessoa com dupla deficiência necessita do outro para esta construção que está descrita no currículo ecológico funcional.
Uma  abordagem ecológica é o mesmo que falar de educação que ocorre em ambientes naturais ou seja no contexto da vida cotidiana. 
É essencial trabalhar no sentido de competências e do potencial das crianças sem pensar na deficiência ou nas habilidades que as crianças podem não  alcançar. Trabalhar  para garantir que essas habilidades  funcionais permitam que as crianças entendam seu redor e criem suas identidades para atuar e participar em todos os ambientes de sua diária visando a mais independência e autonomia no futuro.



Postagem em destaque

Psicoterapia no centro de Poá/SP

Fazer terapia é uma ferramenta que nos permite melhorar nossa qualidade de vida! Psicoterapia no centro de Poá/SP Contato: (11) 3426-5250...