Google+ Followers

segunda-feira, 27 de março de 2017

IDEIA PARA O TRABALHO DO DICIONÁRIO

 A  atividade é permanente e segue os seguintes passos:



1º A professora denomina "Guardião do Dicionário" do qual segue a ordem da lista de chamada;


2º Durante a leitura os alunos indicam uma palavra para a professora que têm dúvidas do seu significado;

3º A professora coloca na lousa e provoca os alunos a dizerem o que acham sobre o significado;

4º Seguidamente os instiga a enteder a palavra no contexto, e assim terem pista de seu significado;

5º Anota  as hipóteses;

6º O "Guardião do Dicionário"  faz a pesquisa e revela o significado.

BRINCAR E APRENDER


Para brincar e aprender o profissional deve  compreender que existem brincadeiras lúdicas e sem qualquer finalidade educativa e existem brincadeiras educativas.  


A maior parte dos conhecimentos podem serem diversificados e transformados em  uma atividade lúdica e cooperativa. Nesta atividade os alunos aprenderam simetria.


Podemos dizer com certeza que  brincando se aprende melhor pelo interesse e motivação, porem é fundamental que haja planejamento e esteja direcionada para a situação de  aprendizagem pretendida.

A IMPORTÂNCIA DA ORGANIZAÇÃO DA SALA DE AULA

 Sendo a sala de aula o local das interações é necessário que este  ambiente seja acolhedor e que motive a troca entre os alunos e professores. O ambiente deve ser organizado de acordo com a  situação específica,  várias maneiras diferentes para atender as necessidades de forma bem pontual.


 Segundi o pensamento de VIGOTSKY:  

A interação face a face entre indivíduos particulares desempenha um papel fundamental na construção do ser humano: é através da relação, 

interpessoal concreta com outros homens que o indivíduo vai chegar a 
interiorizar as formas culturalmente estabelecidas de funcionamento 
psicológico.


sendo assim a vida social ocorre de maneira dinâmica, onde cada sujeito participa ativamente de seu meio estabelecendo uma relação entre o mundo cultural e o mundo interno de cada um.
 


Então  a maneira como é organizado o espaço em sala de aula reflete diretamente em como se dá essa interação e o trabalho do desenvolvimento da aprendizagem e do fazer docente como um todo.


 É importante que a organização priorize aspectos indispensáveis para a construção da aprendizagem, tais como vivência da prática do diálogo entre os indivíduos envolvidos neste processo. 


Por exemplo, num momento de debate entre toda a turma, é interessante que as carteiras estejam dispostas em círculos para que todos possam olhar uns para os outros e terem a sua vez de expor seus pontos de vista.


Nesta atividade, o agrupamento preocupou  com compreensão da ideia,   favorecido pelo amigo mais experiente, sendo possível reconhecer e valorizar o processo de cada um  além do próprio desempenho.


segunda-feira, 20 de março de 2017

RECURSOS FACILITADORES DA APRENDIZAGEM


O material didático é um  recurso facilitador da aprendizagem, uma vez que o educando utiliza vários canais de entrada para sua aprendizagem, como por exemplo visão, audição, tato. As  mensagens que o estudante recebe por meio dos canais sensoriais  não  podem somente serem verbais; devem ter sons, cores, formas, sensações.





Nesta atividade a professora utilizou música, vídeo e um recuso didático, apoio de consulta, para  estabelecer autonomia, uma vez que estes alunos ainda estão no processo de aprofundamento do Sistema de Escrita Alfabético. Esses material trata de um banco de palavras que exigem estratégia de leitura, contribuindo para o desenvolvimento de operações de análise e síntese,  a partir do apoio visual das imagens presentes na cruzadinha.


Uma aula planejada, preparada com recursos didáticos adequados, é uma organização funcional e harmônica, onde atendeu todos os educandos nos diversos processos de aprendizagem que a turma se encontra, cada um em sua peculiaridade.
Ampliando o campo de  experiências dos educandos, ao fazê-lo defrontar com o recurso didático se  sentem seguros e aptos a tarefa.



O simples recurso é  um grande aliado a  favorecer a assimilação do conhecimento, de maneira lúdica, prazerosa; auxilia, ainda, na leitura e na interpretação de textos, enriquece o vocabulário, estimula a criatividade e o raciocínio lógico. Além disso, durante  a realização da atividade, o apoio favorece a concentração e acalma, mantendo o equilíbrio e a o foco de atenção.


Pode a escolha  do recursos deve recair sobre o que realmente auxiliem a compreensão dada tarefa que se propõe, sendo adequados a necessidade dos educandos.


quarta-feira, 15 de março de 2017

APRENDER BRINCANDO: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM
















Segundo PIAGET (1967)citado por , “o jogo não pode ser visto apenas como divertimento ou brincadeira para desgastar energia, pois ele favorece o desenvolvimento físico, cognitivo, afetivo e moral”.




Através dele se processa a construção de conhecimento, principalmente nos períodos sensório-motor e pré-operatório. 










As crianças ficam mais motivadas para usar a inteligência, pois querem jogar bem, esforçam-se para superar obstáculos tanto cognitivos como emocionais.






Nesta atividade as crianças realizaram o jogo de parlendas: Lá em cima do piano.

Objetivos:   Motivação á Leitura


DESENVOLVIMENTO
  •  No primeiro momento, realizamos a leitura  para as crianças. Após isso, as mesmas realizaram o jogo da parlenda. 
  • Em seguida, a professora ofereceu livros com parlendas para realizarem a leitura. 
  • Houve inferências como por exemplo:  Para quem é destinado esse texto? Para que vocês utilizam esse texto?
 



Postagem em destaque

CURSO: ESTÍMULO NA SALA DE AULA

Curso de extensão universitária. 100 horas 3 x de 135 reais Tema: O estímulo na sala de aula Ligue: 11 999659448 FONTE:  http://ww...