Google+ Followers

sábado, 24 de maio de 2014

RELATO DE UMA DEFICIENTE VISUAL



Meu nome é M. sou uma Deficiente visual perdi minha visão quando use um colírio vencido. O colírio gerou uma infecção que perdeu o controle, ocorreu que eu tinha glaucoma  utilizava o colírio para o controle da doença e fatalmente hoje me encontro nesta situação. Mas a deficiência não me impediu de ser uma profissional. Sou Pedagoga  me forme graças a acessibilidade garantida nas modalidades de ensino que passei. Na  Universidade foi melhor  devido ter acesso ao sistema DOSVOX. Hoje trabalho na Educação Especial no AEE entrei pelo sistema de cotas,  atuo com  alunos com Deficiência Visual do qual me dou muito bem,  é difícil mas não impossível de alcançar o sucesso. As barreiras que enfrento não são as  arquitetônicas mas as barreira atitudinais, com ações preconceituosas,  encontro pessoas que não acreditam no meu potencial. Alguns amigos de trabalho também demonstram atitudes preconceituosa. A escola é accessível  utilizo o transporte público para chegar a escola realizo mapa mental dos espaços,  não desço em ponto errado pois memorizei a quantidade de lombadas que o ônibus passa  e quando aproxima eu chamo atenção do motorista. Agora fique famosa e as pessoas cuidam para que eu chegue em segurança na escola. Sou uma pessoa feliz e realizada, mas uma vez eu digo a deficiência não me impediu de ser uma pessoa atuante na sociedade. 
 

Postagem em destaque

Psicoterapia no centro de Poá/SP

Fazer terapia é uma ferramenta que nos permite melhorar nossa qualidade de vida! Psicoterapia no centro de Poá/SP Contato: (11) 3426-5250...